Castração Salva vidas

Não é novidade que a castração dos pets deve ser uma prioridade para o tutor. Já falamos por aqui sobre a importância para o bem-estar do bichinho. A cirurgia e traz benefícios tanto aos machos como às fêmeas.

No Brasil, estima-se que mais de 370 ONGs e grupos de protetores cuidem, juntos, de uma média de 170 mil animais. Entre os que estão vivendo nas ruas brasileiras, os números são muito mais altos: acredita-se que sejam mais de 30 milhões, entre cães e gatos, segundo estimativa da OMS.

O resultado disso são animais abandonados sem nenhuma condição básica de saúde. Em alguns casos, nem de sobrevivência. São animais que vagam pelas ruas com sede, fome, doentes, machucados e procriando sem parar. Por isso, a superpopulação de animais domésticos é um caso de saúde pública. A castração é uma maneira eficaz de controlar a procriação descontrolada e, claro, prevenir várias doenças.

O animal castrado não sofre mutilação como alguns pensam. O valor da operação também não é um problema, já que o procedimento pode

ser feito gratuitamente caso o tutor não possa pagar. As prefeituras, em parceria com o setor de zoonoses, geralmente oferecem esse serviço. A cirurgia é feita com anestesia e o pet não sente dor.

A cidade de São Paulo, por exemplo, vai ganhar, em breve, um centro público de castração, com espaço cedido pela prefeitura e operado por uma ONG. Parceria que pode e deve ser copiada em outras cidades.

Alguns benefícios da castração:

Fêmeas:

• Após a cirurgia, os animas tendem a ficar mais tranquilos, podendo ganhar peso, por isso a importância da alimentação balanceada e do estímulo de atividade física, com brincadeiras e caminhadas;

• Diminui o risco de doenças no útero, principalmente da piometra (uma infecção uterina), que atinge quase 60% das cadelas, além do câncer de mama.

• Elas não terão mais filhotes e, entenda, isso não é um problema como muita gente pensa. Procriar não é sinônimo de saúde e ela não precisa ter a primeira cria;

Machos:

• O animal estará livre dos tumores nos testículos;

• Nos gatos, diminui em quase 90% o problema de trato urinário, causado pela irritação da mucosa na bexiga e na uretra;

• Eles ficam mais tranquilos e deixam de fugir para ir atrás de fêmeas no cio, evitando brigas com outros cães nas ruas;

Castrar é um ato de amor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.